Conversação com Illuminartt #2

Illuminartt é a identidade artística de Nathalia Neiva (@_illuminath_), qual tem foco principal em ilustração autoral. A artista explora técnicas manuais, porém a plataforma mais utilizada é o campo digital. As ilustras, geralmente, são rabiscadas no grafite e, após digitalizadas, ganham vida nova em cores e composições variadas no meio gráfico.

Rubrica: Como começou seu envolvimento com a criação de cartazes de shows? Você fez cursos/oficinas na área antes de começar a produzir seus trabalhos?
Illuminart: Bom, a Illuminartt começou de maneira paralela com a Brasa Produtora (antigo Coletivo Brasa), no segundo semestre de 2017. Desenvolver artes digitais além de ser uma necessidade para o projeto, era também uma necessidade para a vida. Na época eu estava iniciando o Trabalho de Conclusão de Curso de Moda da FURB, qual sou graduada, e eu queria muito que o TCC fosse algo que eu levasse para sempre. Então foi aí que conciliei tudo. A Illuminartt começou – basicamente – porque eu precisava criar estampas e precisava criar cartazes.
Eu nunca fiz nenhum curso de design gráfico, apenas na graduação aprendi o Corel Draw (programa que nunca utilizei fora do ambiente acadêmico). Porém, justo nessa época da “necessidade de tudo”, eu estava no Estágio em uma empresa têxtil, onde recebi os programas Illustrator e Photoshop da Adobe. Logo assisti meio tutorial sobre como utilizar a ferramenta “Caneta” do Illustrator e fim, o resto foi experiência pura: erros, acertos e alguns conselhos de amigos já designers.

Rubrica: Quem são @s cartazistas que te inspiram?
Illuminart: Eu gosto muito do pessoal que atua no underground. Marcelo Draw Or Die (@drawordie.art), Wagner Loud (@w.loud), Nanda Bond (@nanda_bond), Wendell Araújo (@wendellnarkedmi), Cristiano Suarez (@cristianossuarez) são profissionais nacionais que me inspiram muito.

Rubrica: Como funciona seu processo de criação e produção?
Illuminart: Ah, meus processos sempre são bem naturais. Geralmente, eu associo algumas referências e mentalizo uma ideia. A ideia vai se misturando com as referências que seleciono para a arte e com a bagagem que carrego no inconsciente (falarei abaixo sobre isso). Depois do papel, digitalizo o rascunho e aí que começa a “preocupação” estética, mas até a arte ficar pronta muita coisa muda ou se adapta. Como eu não tenho base teórica alguma, é tudo muito livre, por isso gosto de experimentar coisas novas o tempo todo.
Dentro disso o próprio estilo flui natural, mesmo tendo referências bem diferentes. Eu gosto bastante de tentar construir um traço próprio. Acho demais quando as pessoas “batem o olho” em uma arte e conseguem dizer qual é o artista responsável por ela.

Rubrica: Quais são as referências que moldaram seu estilo? Da onde você estuda/busca referências para seus trabalhos?
Illuminart: Eu busco muita referência no universo da tatuagem. Sigo vários artistas e absorvo muito do que eu acompanho. Porém, acho que “estilo” é o que falei sobre o inconsciente. Por trás de quem produz algum material artístico sempre existe conceitos estéticos do que se percebe como “correto”.

Esse conceitos são absorvidos durante o tempo, de acordo com nossas experiências e preferências. Internamente eu tenho uma bagagem muito grande de desenho animado, algo que raramente pego alguma referência, mas na maioria dos casos sempre consigo linkar elementos com algum cartoon que assistia quando criança.
Um exemplo recente é essa ilustração abaixo:

Após finalizar, a arte associei com vários personagens que estiveram presentes com grande intensidade em minha infância: Taz Mania (Waner Bros); Ace da Gangue Gangrena (As Meninas Super Poderosas); Hades (Hércules da Disney) e Ripper Roo (Crash Bandicoot). Portanto, para mim estilo é uma mistura de elementos inconscientes que fluem naturalmente sem nos darmos conta, que se aprimora por meio de estudos e de nossas preferências artísticas.

Rubrica: Qual objetivo gostaria de atingir com seu trabalho? Quais os próximos planos da @illuminart que pode nos contar?
Illuminart: Agora com o site da Brasa Prods em vigor, pretendo me dedicar mais intensamente à produção de artigos de indumentária. Pretendo fazer algumas collabs com bandas, tatuadores e outros artistas, além de continuar aprimorando a desenvoltura artística no campo digital.

previous arrownext arrow
Slider

 

Rubrica: Que conselho você dá para quem está começando a criar seus próprios cartazes?
Illuminart: Se joga sem medo de errar! A experiência é o que tem de mais valioso. Não há curso no mundo que vá substituir o processo artístico natural. Respeite o que vem de dentro de você, porque isso é o que te faz único. Não se deixe levar por “receitas”, garanto que o empirismo trará muito mais consistência na carreira artística.

Rubrica: Finalizando …
Illuminart: Muito obrigada pelo espaço para compartilhar um pouco sobre o meu descobrimento pessoal na arte. Ainda tenho muuuuuuuito para aprender e evoluir, por esta razão fico extremamente lisonjeada pela oportunidade. Parabéns pelo trampo, iniciativas como essa fazem toda a diferença!

 

Links das suas redes sociais/portfólio:
Instagram: @illuminartt / @brasaprods
Outras redes: www.brasaprods.com